0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Sabe aquela máxima de que você muda e o mundo muda junto?

Poisé. Há algum tempo decidi começar a trabalhar de metrô/trem. Várias razões me levaram a isso, mas as principais eram tempo (sempre consigo planejar meu dia melhor do que me deslocar de carro) e custo, claro.

Mas teve um benefício que eu sabia que viria mas só depois percebi o quanto foi importante: andar mais a pé. 

Sim, eu passei a andar quase 10km por dia. O relógio não deixa mentir. Eu não imaginava o quanto andamos mesmo sem perceber ou se esforçar.

Me senti muito mais disposto. Consciente de que a saúde é algo que depois de perdido é muito dificil de ser recuperada. 

Mas era pouco. Eu queria mais. Mas como? Com esta rotina louca que levamos todos os dias, não há mais tempo livre para pensar ou planejar atividades fisicas extras. 

Foi quando resolvi retomar a bike. Mas para ir de casa pro trabalho AINDA é muito longe (18km, praticamente sem ciclovias no trajeto). 

Então resolvi a aderir a onda das bikes compartilhadas. E assim comecei a usar todos os dias em dois trajetos de 4,5km cada.

É pouco, eu sei. Mas 9km de bike por dia dá quase 50km na semana, quase 200km no mês! 

Muitos fazem isso. Por economia, tempo, saúde, não importa. Mas a bike de fato caiu no gosto de muitos que têm o previlégio de trabalhar (como eu) em uma região que tem uma ótima infra estrutura para pedalar. O percurso todo é feito por uma ciclovia bem conservada, toda sinalizada, com total segurança dos carros e pedestres. 

E os benefícios já começaram: não sinto mais a falta de ar que me perseguia todos os dias. E até minha rinite matinal persistente sumiu! 

É meus amigos, taí uma coisa que recomendo: dê o primeiro passo, ou nesta caso, a primeira pedalada.

Mais infos: 

SaoPauloSAO

VaDeBike

BikeItau