0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

IMG_5917

Bom dia pessoal! Tenho escrito pouco, até porque agora o processo de emagrecimento é mais lento um pouco.

Mas ontem a Raquel tirou esta foto, e comparou com a que tiramos um dia antes da cirurgia. E fiquei espantado com a mudança!

A perda de peso em si é mais lenta, agora. Mas tenho notado que estou perdendo medidas, pois os cintos que usava antes estão “sobrando” agora. Isso é mais legal (ou quase) do que a perda de peso em si, pois dá a sensação de que tudo está correndo bem.

Fora isso tem a questão psicológica de a todo momento as pessoas falarem “nossa, como você emagreceu!” ou coisas assim. Isso não tem preço! Imagina quando começar com a bike? Não, ela não chegou ainda 🙁

No sábado fomos a um rodízio. A Raquel e a Dani estavam com vontade, e eu fui acompanhar. Sei que não consigo comer nem 10% do que comia antes, então ao chegarmos negociamos ( a Raquel negociou) com o gerente, explicando que como eu fiz a cirurgia não conseguiria comer nada. Ele disse que nos próximos dias deve haver a colocação de uma faixa ou algo assim, informando que pessoas que passaram pelo procedimento terão desconto.

Dito isso, comi um exagero de carne (uma fatia, sem gordura), uma mussarela (ou muçarela?) assada e dois pedaços de queijo. E a minha conta veio metade, como criança. Algo que não acontecia há pelo menos 30 anos, hehe.

No mais sigo “testando” os alimentos, e vendo quais me fazem bem e quais fazem mal. Doces são de fato um “veneno”, quase sempre que como fico com a sensação de estar “entalado”, e constante vontade de vomitar. Aliás, há alguns dias atrás vomitei (pela primeira vez depois que operei) por conta de um destes exageros.

Já os demais tipos de alimentos não fazem mal. Tenho comido muito queijo, frango, peixes, e tenho me sentido muito bem. No começo do mês volto ao nutricionista e a dieta deve mudar de novo.

E é isso, vamos que vamos, rumo à magreza!